Representantes de Ipueira participam do Setembro Amarelo em São João do Sabugi

Representantes de Ipueira participam do Setembro Amarelo em São João do Sabugi


Publicado em: 19/09/2018 10:16

Whatsapp

 

Na noite desta terça-feira, 18, no Centro Pastoral Dudu Fernandes, em São João do Sabugi (RN), foi realizada uma série de palestras alusivas à campanha do Setembro Amarelo. O evento contou com a participação ipueirense de representantes da articulação do Selo/UNICEF, edição 2017/2020, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Secretaria Municipal de Administração e adolescentes do NUCA.

Promovido pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Cáritas Diocesana de Caicó, Secretaria de Saúde de Caicó, apoiado pela Prefeitura de São João do Sabugi, o evento foi realizado à noite e aberto ao público.

Dando início à programação, a psicopedagoga Kênia Morgana Batista de Medeiros proferiu uma palestra, cujo tema se voltou ao valor da vida e suas implicações psicossociais. Discorreu, ainda, sobre relatos acerca da importância e do trabalho multiprofissional desenvolvido no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Após a palestra, uma equipe do CVV, unidade de Caicó, levou informações aos presentes sobre a missão e o objetivo do centro, que realiza, voluntária, gratuita e sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias, apoio emocional às pessoas que querem e precisam conversar. Na oportunidade, foi realizada ainda distribuição de panfletos. Em relação aos atendimentos, segundo foi repassado pelos representantes da instituição, em 7 meses foram 12 mil atendimentos em todo o país.

E finalizando a programação, a psicóloga clínica, Daiani Murieli Brilhante Fernandes, ligada também ao CVV, proferiu uma palestra, marcada pela interatividade, e nela focou na valorização da vida. Em sua fala, trouxe números alarmantes, a exemplo de que o suicídio está entre as 10 principais causas de morte no mundo e tem aumentado exponencialmente nas últimas décadas.

A psicóloga enalteceu outras questões, como a depressão, desde os fundamentos à sua compreensão, como também a ansiedade. Lembrou da importância das conversas, dos vínculos afetivos reais como instrumentos para atenuar a tristeza e depressão. Reforçou, ainda, o apoio clínico e terapêutico, caso sejam necessários, mediante diagnóstico feito por equipe de saúde.

Daiani encerrou sua fala com a seguinte reflexão: - “Para mudar pensamentos é necessário alterar hábitos”, alertando que a depressão e ansiedade merecem total atenção de todos.


Leia também

Secretaria Municipal de Saúde

Prefeitura realiza oficina sobre cuidados com a gestante e com o bebê

10/10/2018 12:41

Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Urbanos

Coleta de lixo será realizada nesta 5ª em Ipueira

10/10/2018 12:37